O que meu bebê não deve comer durante a introdução alimentar?

Alimentações inadequadas para o Bebê

Ah, o mundo da comida!!! 


Quem ama este mundo sabe o prazer de saborear as últimas garfadas daquele prato preferido!

Quem ama comer sabe o prazer de sentir os sabores se misturando na boca e a maravilhosa sensação de Umami!
 


Esse post é pra você que, como eu, mal pode esperar para apresentar essas saborosas delícias para os bebês, e assim torná-los verdadeiros apreciadores de comida :)


Mas, (sempre existe um mas), nem tudo que imaginamos ajuda o bebê a aprender a comer.

Por isso, para evitar que seu pequeno se torne uma criança com paladar seletivo, é importante saber o que o bebê não deve comer durante a introdução alimentar e como estes alimentos podem vir a afetar o desenvolvimento do paladar infantil.

Antes de detalharmos o que o bebê não deve comer precisamos lembrar que mesmo durante a gestação o paladar do bebê e sua "memória alimentar" estão em formação. Além disso, durante o período pós-parto, o leite materno continua moldando o paladar do bebê, pois muitos dos sabores dos alimentos que a mulher consome acabam passando para o bebê através do leite!

Por isso a alimentação balanceada durante a gestação e amamentação são essenciais.
A partir do sexto mês, durante o processo de introdução alimentar, devemos evitar o consumo dos alimentos abaixo não somente pelo motivo óbvio, "o fato deles não serem saudáveis", mas sim porque eles promovem maus hábitos alimentares.

Então bora listar os alimentos!


Sucos

Mesmo os sucos de frutas produzidos em casa devem ser evitados e introduzidos (em moderação) após o primeiro ano. Como o paladar se encontra em desenvolvimento é importante que a prioridade seja dada para a introdução de água ao invés de líquidos com sabores adocicados. Os sucos habituam o bebê a preferir bebidas doces e, com o tempo, isso pode fazer com que a criança queira consumir somente bebidas com alto teor de açúcar. Por isso, a prioridade deve ser dada sempre para o consumo de água! Além disso, sucos possuem baixo teor calórico e podem encher o bebê com uma caloria vazia, assim fazendo com que ele desperte mais durante a noite por fome.

Temperos prontos

Quem não gosta de um temperinho pronto, não é verdade? Além de práticos eles são cheios de sabor! Porém, por trás destes cubinhos deliciosos, se esconde um veneno para o corpo. Ricos em um realçador de sabor conhecido como Glutamato Monossódico, os temperos prontos viciam o paladar e impossibilitam o bebê de aprender a apreciar o verdadeiro sabor dos alimentos! Além disso, eles são altamente tóxicos para os neurônios e têm o poder de inibir nossas células cerebrais de absorver glicose. O consumo excessivo de GMO está relacionado à obesidade e doenças como o Alzheimer. Ou seja, tudo o que um indivíduo em desenvolvimento deve evitar! Este ?alimento? deve ser evitado até mesmo para adultos e, se possível, não devem ser oferecidos durante toda a infância.

Cafeína e achocolatados

Além de comer, quem aqui gosta de dormir? Euuu! :) É, minha gente, este outro prazer e necessidade também se encontra no topo da lista da maioria das pessoas. Mas, quando temos bebês em casa, dormir parece ser apenas um sonho. Naturalmente, com a introdução alimentar, alguns bebê deixam de dormir; contudo, quando oferecemos cafeína e achocolatados para nossos pequenos, dormir a noite pode se tornar algo impossível! A cafeína e os achocolatados afetam o organismo dos pequenos de forma brutal e isso pode gerar crises graves de comportamento e impedir bebês e crianças de desenvolver hábitos de sono e comportamento saudáveis. Por isso, chás (com cafeína), achocolatados (ricos em açúcar), refrigerantes e café devem ser evitados a todo custo! A combinação de achocolatados e lactose é extremamente ácida e pode gerar sintomas similares ao de refluxo. 

Açúcar

Se você já ouviu a frase: ?Ai coitadinho! Não pode nem comer um docinho!? e se sentiu culpado por isso, deixe-me acalmar seu coração. Sim! O brigadeiro não vai matar, mas o preço que alimentos cheios de açúcar nos custa a longo prazo é muito alto para querer arriscar. O caminho fácil é usar a desculpa ?quando eles crescerem vão comer o que quiser, então porque evitar?? Mas essa desculpa serve só para ignorar a realidade. Além de desenvolver péssimos hábitos alimentares o consumo precoce de açúcar pode gerar os seguintes sintomas: tosses alérgicas, resfriados, hiperatividade, insônia, depressão, crises de choro, dores estomacais/abdominais e até refluxo. Isso faz com que muitas crianças saudáveis sejam medicadas desnecessariamente assim acarretando a um problema ainda maior, o consumo de medicamentos!

E aí, deu para ter uma ideia sobre como certos alimentos podem afetar imensamente a saúde dos nossos pequenos ao longo de toda a vida deles? Gerenciar bons hábitos da alimentação não é cautela demais! Muito pelo contrário! Este ato é sinônimo de cuidado e amor! :)


Ah, e mesmo com uma alimentação mais limitada, ainda resta um mundo inteiro de delícias para explorarmos!

Então aproveite este momento e boa sorte neste processo.

Gostou do post? Compartilhe! ;)