Como saber se meu bebê tem alguma alergia alimentar?

Alergia Alimentar do Bebê

Nos primeiros três meses de vida do bebê é muito difícil identificar se eles estão "agindo naturalmente" ou se eles estão reagindo a algum alimento que nós estamos consumindo.

Por isso, vou dedicar o post de hoje para te ajudar a observar os sinais que podem estar ligados a uma sensibilidade alimentar.


Mas antes, um aviso: este post não serve para diagnosticar e sim para informar pais e cuidadores sobre os possíveis sinais de uma sensibilidade alimentar. Caso existam dúvidas e preocupações sobre o assunto consulte um especialista. 


  1. Fezes liquidas: É normal o bebê ter o coco bem liquido nos primeiros dois meses de vida, porém, com o crescimento, é importante que o coco inicie a se tornar mais pastoso. A textura e coloração adequadas são similares a da mostarda e as fezes podem conter alguns grumos que aparentam ser "leite coalhado".  Se o bebê tiver mais de 3 fraldas explosivas (que sujam todo o corpo e a fralda vazar) no mesmo dia, é importante contactar o médico pois este pode ser um sinal de diarréia; 
  2. Muco nas fezes: Nosso corpo produz muco por diversas razões, uma delas é para indicar irritações, infecções ou alergias. Por isso, é comum, que bebês que sofrem de sensibilidade alimentar podem excretar muco nas fezes quando alguma comida não os caiu bem. Quando o consumo do alimento que está causando esta irritação continua o bebê passa a ter fezes mais mucosas. Caso você identifique muco nas fezes esteja atenta a quais alimentos você está consumindo que podem estar causando esta reação. Caso o muco seja um padrão no coco do seu bebê consulte um especialista;
  3. Gases: Quando o assunto são os gases todos tendem a surtar, pois bebês naturalmente têm MUITOS gases. Então a noção de que isso pode ser um sinal de alergia alimentar deixa muita gente estressada. Por isso, antes de mais nada, respire fundo. Os gases que estamos falando aqui são aqueles que causam períodos prolongados de choro onde nada acalma! Quando bebês sentem dor eles tendem a rejeitar até mesmo o peito, então se o seu bebê está soltando pum e aceita ser confortado pelo colo ou pelo mama eu não consideraria isso como um "sintoma" e sim como uma reação natural causada pelo reflexo gastro-cólico, (leia esse post para mais informações). Com isso em mente, esteja atento a acordadas frequentes na madrugada seguidas de muitos gases e choro inconsolável por períodos com duração de mais de 60 minutos.
  4. Assaduras: Uma reação comum são assaduras anais. Sim! Assaduras localizadas ao redor do anus estão associadas a alergias alimentares. É comum cuidadores interpretarem este sinal somente como falta de higiene, mas assaduras não são comuns durante os primeiros meses de vida do bebê pois a frequência das trocas é muito grande. Ou seja, a não ser que as partes intimas do bebê não estejam sendo limpas adequadamente ou o bebê esteja reagindo a alguma substância na comida, do pano humedecido ou da própria fralda, um circulo vermelho ao redor do anus é um sinal que deve ser observado. 
  5. Alergia na pele: Alguns bebês podem exibir reações na pele como inchaço, bolinhas, vermelhidão e erupções da pele. São sinais que podem exigir atenção médica emergencial. É importante estar atento a qualquer uma destas reações na pele do bebê e avisar o médico.
  6. Vómito: Quando falamos de vómito não estamos falando de uma quantidade pequena. Se você está confuso sobre como identificar se o seu bebê está vomitando ou regurgitando encha um copo de água e o derrame no chão. Esta é a quantidade associada com o vomito. Regurgitar normalmente fica entre 2 à 4 colheres de sopa antes de ser considerado vomito. No caso de crises de vomito consulte um médico imediatamente.
  7. Problemas respiratórios: Como mencionamos anteriormente em casos extremos o organismo pode começar a produzir muco para sinalizar uma inflamação causada por algum alergênico. Por isso observe dificuldades respiratórias ou tosse como um possível sinal de sensibilidade. 
  8. Sangue nas fezes: Uma vez que os outros sintomas não foram observados ou que a reação alérgica seja em um grau mais elevado, o cuidador pode observar traços de sangue nas fezes do bebê. Neste caso consulte um especialista imediatamente. Esteja atento a coloração do sangue pois esta informação é importante para o profissional da saúde. 

outro aviso: Agora que você já sabe identificar os sinais, é importante lembrar que quando um bebê está reagindo a algum alimento ele tende a demonstrar mais de um destes sintomas, e não somente, exibir reações isoladas!


É importante não interpretarmos somente uma dessas reações como um diagnóstico, pois várias outras condições podem causar sintomas similares!

Se você está em dúvida sobre a saúde do seu bebê consulte um médico e em casos extremos leve seu bebê para uma emergência.

Alergia alimentar não é um assunto que deve ser tratado como modismo. Por isso esteja atento.


Espero que vocês tenham gostado deste post!

Deixe aqui sua experiência com alergias alimentares do bebê.